A
A

A

Fala
Fala

Fala

Ÿ˜…
Ÿ˜…

Ÿ˜…

Ÿ˜˜
Ÿ˜˜

Ÿ˜˜

El Dia
El Dia

El Dia

las
 las

las

vida
 vida

vida

para
para

para

dia
dia

dia

yo
yo

yo

🔥 | Latest

Kkk, Uber, and Cosplay: Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkjjkjkkjjjiijkkkkk kkk JGA-SE Este é alguém 7 de set às 12:27 Querido Diário. Ontem a noite fui assistir "It A Coisa 2" vestido de cosplay, até aí tudo bem, o problema é que quando o filme acabou já tava muito tarde e eu fiquei com medo de ser assaltado no ponto de ônibus já que aquele ponto é famoso por isso. Aí fiquei usando a fantasia pra tentar fazer amizade com os bandidos que quisessem me assaltar já que alguns deles gostam desse tipo de coisa de palhaço assassino, sei lá... O problema é que os ônibus passaram tudo reto, nenhum parava pra mim. Tive que chamar Uber... Na verdade tive que chamar dois Ubers, o primeiro esqueci de avisar que eu estaria fantasiado e ele deu uma arrancada forte e foi embora quando acenei pra ele O segundo Uber tava meio desconfiado quando foi parar o carro, mas me tratou muito bem no começo. No trajeto o motorista parecia um pouco nervoso. Teve até um carro que quase bateu nele furando um sinal vermelho, o Uber xingou o cara do outro carro de palhaço, me senti ofendido... Fomos em silêncio sem falar nada um com o outro. Tentei puxar conversa pra deixar o clima mais suave, perguntei se as pessoas que estavam numa foto pendurada no painel eram a família dele, ele colocou a foto no porta luvas e mudou de assunto, ele perguntou se tava calor e se queria que aumentasse o ar, eu disse que sim, que lá onde eu tava que era muito quente, ele fez o sinal da cruze ficou calado. Ele parecia estar falando alguma coisa bem baixinho, eu não tinha conseguido escutar o que era, aí perguntei o que ele tinha falado, ele disse não falou nada, ligou o som do que carro e colocou um louvor tocar. pra fui descer do carro meu balão Na hora estourou na porta e o Uber deu um grito. Perguntei quanto que tinha ficado a corrida, ele disse que eu não precisava pagar, eu insisti, pois era o trabalho dele e ele foi o único que parou pra mim, coloquei o dinheiro no banco do passageiro, agradeci e fui pra entrar em casa. Ainda colocando a chave na fechadura eu escutava ele falando de dentro do carro: -Vai quebrando, Senhor... Toda maldição e feitiçari... Rapaz simpático ele. Um pouco excêntrico, mas simpático. Créditos: Diários de um Rodrigo Pare de preguiça e volte a ler
Kkk, Uber, and Cosplay: Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkjjkjkkjjjiijkkkkk
 kkk
 JGA-SE
 Este é alguém
 7 de set às 12:27
 Querido Diário.
 Ontem a noite fui assistir "It A Coisa 2"
 vestido de cosplay, até aí tudo bem, o
 problema é que quando o filme acabou já
 tava muito tarde e eu fiquei com medo de ser
 assaltado no ponto de ônibus já que aquele
 ponto é famoso por isso.
 Aí fiquei usando a fantasia pra tentar fazer
 amizade com os bandidos que quisessem
 me assaltar já que alguns deles gostam
 desse tipo de coisa de palhaço assassino,
 sei lá...
 O problema é que os ônibus passaram tudo
 reto, nenhum parava pra mim. Tive que
 chamar Uber... Na verdade tive que chamar
 dois Ubers, o primeiro esqueci de avisar que
 eu estaria fantasiado e ele deu uma
 arrancada forte e foi embora quando acenei
 pra ele
 O segundo Uber tava meio desconfiado
 quando foi parar o carro, mas me tratou
 muito bem no começo. No trajeto o
 motorista parecia um pouco nervoso. Teve
 até um carro que quase bateu nele furando
 um sinal vermelho, o Uber xingou o cara do
 outro carro de palhaço, me senti ofendido...
 Fomos em silêncio sem falar nada um com o
 outro. Tentei puxar conversa pra deixar o
 clima mais suave, perguntei se as pessoas
 que estavam numa foto pendurada no painel
 eram a família dele, ele colocou a foto no
 porta luvas e mudou de assunto, ele
 perguntou se tava calor e se queria que
 aumentasse o ar, eu disse que sim, que lá
 onde eu tava que era muito quente, ele fez o
 sinal da cruze ficou calado.
 Ele parecia estar falando alguma coisa bem
 baixinho, eu não tinha conseguido escutar o
 que era, aí perguntei o que ele tinha falado,
 ele disse
 não falou nada, ligou o som do
 que
 carro e colocou um louvor
 tocar.
 pra
 fui descer do carro meu balão
 Na hora
 estourou na porta e o Uber deu um grito.
 Perguntei quanto que tinha ficado a corrida,
 ele disse que eu não precisava pagar, eu
 insisti, pois era o trabalho dele e ele foi o
 único que parou pra mim, coloquei o dinheiro
 no banco do passageiro, agradeci e fui pra
 entrar em casa. Ainda colocando a chave na
 fechadura eu escutava ele falando de dentro
 do carro:
 -Vai quebrando, Senhor... Toda maldição e
 feitiçari...
 Rapaz simpático ele. Um pouco excêntrico,
 mas simpático.
 Créditos: Diários de um Rodrigo
Pare de preguiça e volte a ler

Pare de preguiça e volte a ler